Patrimônio Material e Imaterial – ADGOIANA

Patrimônio Material e Imaterial

IGREJA DE NOSSA SENHORA DO AMPARO DOS HOMENS PARDOS

Foi construída no ano de 1681 e restaurada em 1870. No altar-mor, a imagem de Nossa Senhora do Amparo foi um presente da Princesa Isabel. Existe também a lápide do túmulo de Jerônimo de Albuquerque, um herói pernambucano e de sua mulher. Tombada pelo Iphan como Patrimônio Histórico Nacional em 1938.
Durante muitos anos, o prédio funcionou como um museu temporário que exibia peças de arte sacra datadas do século 17, que recentemente migrou para o prédio do Serviço Social do Comércio(SESC).

Localização: Rua do Amparo | Praça da Bandeira | Goiana/PE.

 


IGREJA DE NOSSA SENHORA DO CARMO E CONVENTO DE SANTO ALBERTO DE SICÍLIA

Construída em 1672, a igreja traz estilo barroco maneirista. Possui imagens em madeira de lei dos séculos XVI e XVII. Uma característica do convento que merece destaque é o hall de entrada, ricamente entalhado e com pinturas. O conjunto também apresenta elementos da arquitetura árabe através de traços simétricos e leves, percebidos principalmente nas torres. Ao lado esquerdo do altar-mor existe uma capelinha dedicada a Bom Jesus dos Passos com a imagem de Nossa Senhora das Lágrimas. Pertence a Ordem dos Carmelitas e é tombada pelo Iphan como Patrimônio Histórico Nacional desde 1938.
Localização: Praça Frei Caneca | Praça do Carmo | Goiana/PE.

 


IGREJA DE NOSSA SENHORA DA CONCEIÇÃO

Composta pelo estilo barroco, a igreja foi construída em 1807. No altar-mor, no nicho superior está uma imagem do Cristo e no nicho inferior a imagem de Nossa Senhora da Conceição em talha de madeira. O altar-mor é todo em madeira nas cores branca e azul. Possui dois altares laterais. É tombada pelo Iphan como Patrimônio Histórico Nacional desde 1938.
Localização: Rua da Conceição | Centro | Goiana/PE.

 


IGREJA DE NOSSA SENHORA DAS MARAVILHAS

Construída provavelmente na segunda metade do século XX, com três fachadas e três portas para acesso a seu interior. É uma curiosidade que tem despertado a atenção do visitante que chega para conhecer um pouco da história do apogeu de Goiana, na época do Brasil Colônia e encontra uma igreja tipicamente germânica, no mais autêntico estilo enxaimel, um tipo de construção bastante comum nas áreas rurais da Alemanha, usada como proteção para evitar a concentração de neve no telhado.
Localização: Usina Maravilhas | Goiana/PE.

 


IGREJA DE NOSSA SENHORA DA MISERICÓRDIA
A sua pedra fundamental data de 22 de setembro de 1722. Sua construção, no entanto, só foi concluída em 1726. Tem cinco imagens, quatro varandas, dois altares e coro em madeira. No altar-mor está a imagem de Nossa Senhora dos Milagres e na sacristia um lavabo em pedra de cantaria portuguesa. Anos depois, iniciou-se a construção do Hospital da Santa Casa, anexo à Igreja e o primeiro hospital de Goiana (1759-1931). Na capela-mor estão enterradas, sem lápide, as mãos do padre Pedro de Souza Tenório, mártir da Revolução Pernambucana de 1817. A arquitetura da igreja tem uma composição simples do final do barroco. Foi tombada em 1938 pelo Iphan como Patrimônio Histórico Nacional.

Localização: Rua da Misericórdia | Centro | Goiana/PE.

 


IGREJA MATRIZ DE NOSSA SENHORA DO ROSÁRIO DOS HOMENS BRANCOS
Construída no século XVII, em estilo barroco. Projetada originalmente com duas torres sineiras, a Irmandade de Nossa Senhora do Rosário dos Homens Brancos não teve recursos suficientes para concluir a segunda torre. Apenas a do Evangelho foi concluída, à semelhança da Igreja de Nossa Senhora do Rosário dos Homens Pretos. A decoração consta de altares com imagens de mestres artesãos brasileiros dos séculos XVII e XVIII, destacando-se as imagens de Nossa Senhora do Rosário, São Joaquim, São José, Senhor Morto e São Miguel. Além de ricas imagens, há no templo duas pinturas: a primeira, no altar do Santíssimo Sacramento, reproduz a cena da Última Ceia; e a segunda, representando a crucificação do Salvador, em nicho do altar da capela-mor. É tombada pelo Iphan como Patrimônio Histórico Nacional desde 1938.
Localização: Avenida Marechal Deodoro da Fonseca | Centro | Goiana/PE.

 



IGREJA DE NOSSA SENHORA DO ROSÁRIO DOS HOMENS PRETOS

No lugar de uma pequena capela que ali existia no século XVI, foi construída a atual igreja no final do século XVII, em estilo barroco autêntico. Uma inscrição datada de 1836, na fachada da igreja, indica algum evento comemorativo realizado naquele ano. No passado, muitas manifestações religiosas e folclóricas eram realizadas em frente à igreja. É tombada pelo Iphan como Patrimônio Histórico Nacional desde 1938.

Localização: Rua do Rosário | Centro | Goiana/PE.

 


IGREJA E CONVENTO DE NOSSA SENHORA DA SOLEDADE

O estilo do convento é uma transição do barroco para o maneirista. No seu interior há três altares laterais com nichos e santos. No altar-mor, a imagem de Nossa Senhora da Soledade. Possui como raridade uma roda de coletar esmola, que servia na época para receber crianças órfãs e enjeitadas. Possui também três imagens de madeira, todas brasileiras do século XVIII. Anexo à igreja, funciona o Abrigo São José para idosos. O conjunto é tombado pelo Iphan como Patrimônio HistóricoNacional desde 1938.

Localização: Rua da Soledade | Praça da Soledade | Centro | Goiana/PE.

 


IGREJA DE NOSSA SENHORA TEREZA D’ ÁVILA DA ORDEM TERCEIRA DO CARMO

Em estilo barroco, a Igreja de Santa Tereza D’Ávila foi construída em 1753 pelos irmãos da Ordem Terceira do Carmo. Integra o conjunto carmelita dentro do núcleo histórico de Goiana. Na parte superior da fachada há um brasão da Ordem Carmelita. Não tem torre sineira. O seu interior tem nave única, com quatro altares laterais e seis nichos com imagens de santos. A igreja é tombada pelo Iphan como Patrimônio Histórico Nacional desde 1938.

Localização: Praça Frei Caneca | Centro | Goiana/PE.

 



CAPELA DE SANTO ANTÔNIO

Teve sua construção iniciada no final do século XVI, já sofreu diversas transformações internas e externas, exibindo atualmente aspectos da reforma de 1654, em estilo gótico, um movimento arquitetônico nascido na França no século XII, sob forte influência muçulmana. Na capela foi sepultado, em 1680, o corpo do mestre-de-campo André Vidal de Negreiros, líder e inspirador do movimento da Insurreição Pernambucana (1645-1654), contra a colonização holandesa no Brasil. Seus restos mortais foram posteriormente transferidos para a Igreja de Nossa Senhora dos Prazeres, no Monte dos Guararapes, onde se encontram até hoje.
Localização: Engenho Novo | Unisa das Maravilhas | Goiana/PE.


Agência de Desenvolvimento de Goiana
Pres.: Ana Oliviera
Prefeitura Municipal Transformando Goiana
Contato: contato@adgoiana.pe.gov.br